Notícias

No seguimento do programa de ontem "Contas Poupança, emitida na SIC, em horário nobre, sob o título “Como poupar nas comissões das imobiliárias”, gostariamos de tecer os seguintes comentários de carater pessoal:

 

- A nossa atividade é regrada e legislada, por diversas entidades, quer por legislação nacional, quer comunitária;

- Somos obrigados por lei a "fiscalizar" as transações imobiliárias mediadas por nós, sob pena de incorrermos em penalizações avultadas, que poderão ditar o encerramento de uma empresa;

- Somos "fiscais", ao serviço dos fiscais, com muitas obrigações e poucos direitos;

- Numa época em que a globalização é imparável, e em que os governos mundiais se unem para prevenir o "Combate ao terrorismo e Branqueamento de capitais", e em que nós, MEDIADORES IMOBILIÁRIOS, temos mil e uma obrigações nestas àreas, é lamentável que um "consultor" venha incentivar a que sejamos colocados de lado, em prol de uma poupança ...

- Lamentavel é também, que, com tanta obrigação, legislação e preocupação,  não seja obrigatório que qualquer negócio imobiliário tenha que ser mediado;

- Lamentável é que, em nome da poupança o interesse do comprador não seja salvaguardado.  Será que comprador e vendedor são especialistas em Predial? Será que está tudo legal?

- Lamentável é também que as entidades que nos obrigam a fiscalizar, não reprovem este tipo de práticas e comentários.

Por cada negócio particular que corre bem, existem muitos que acabam em tribunal... 

 

Anexo comunicado da ASMIP

 

 

Procura em Cascais e Oeiras aumenta, com brasileiros a liderarem as vendas a investidores estrangeiros. Valor médio por transação é de 1,3 milhões de euros, bem acima dos 460 mil euros que os portugueses pagam nesta zona

Este vai ser o melhor ano para o imobiliário desde 2010. Alojamento local, vistos gold e juros perto do zero animam o mercado

quinta-feira, 13 julho 2017

Residentes não Habituais

Em 2012, Portugal tomou medidas para simplificar o regime fiscal dos chamados residentes não habituais, para atrair para o nosso país, cidadãos não residentes, encontrando-se em pleno funcionamento e oferece benefícios fiscais relevantes para aqueles cidadãos de outros países membros da União Europeia que desejam estabelecer a sua residência em Portugal.

Em 2012 Portugal procedeu à alteração da Lei da Imigração Portuguesa, uma legislação especial que simplifica a atribuição de autorização de residência a estrangeiros que queiram investir em Portugal, tornando este País uma porta de entrada privilegiada na Europa para aqueles que pretendem usufruir de liberdade de circulação no espaço Shengen e em 2015 foram publicadas novas alterações aos procedimentos que permitem através do investimento, a obtenção do Visto denominado Golden Visa ou Visto Gold.

quinta-feira, 13 julho 2017

Informação Especializada

No âmbito da estratégia de especialização de actividades no que se refere à oferta de serviços complementares e de apoio às operações de mediação imobiliária, a nossa equipa fornece informação especializada aos decisores, em temas tão diversos quanto: Mediação de todo o tipo de imóveis, desde prédios rústicos, espaços comerciais e habitacionais; Comercialização de imóveis bancários (condições especiais de financiamento); Aconselhamento bancário mediante protocolos com diversas instituições bancárias; Crédito habitação; Troca de casa; Transferência de crédito habitação; Crédito pessoal; Crédito consolidado; Abertura de conta entre outros.

 

As novas regras de pagamento do imposto, trazidas pelo que a oposição denominou de 'Imposto Mortágua' forçam os contribuintes a resolverem as heranças pendentes... sob pena de fazer subir a conta fiscal.

sábado, 24 dezembro 2016

BOAS FESTAS!!

A equipa das CASAS SIM deseja a todos BOAS FESTAS!!!

 Aliciam incautos com meganegócios imobiliários, mas acabam por roubar o dinheiro. 

Pág. 1 de 2