sexta-feira, 19 janeiro 2018

No seguimento do programa de ontem "Contas Poupança, emitida na SIC, em horário nobre, sob o título “Como poupar nas comissões das imobiliárias”, gostariamos de tecer os seguintes comentários de carater pessoal:

 

- A nossa atividade é regrada e legislada, por diversas entidades, quer por legislação nacional, quer comunitária;

- Somos obrigados por lei a "fiscalizar" as transações imobiliárias mediadas por nós, sob pena de incorrermos em penalizações avultadas, que poderão ditar o encerramento de uma empresa;

- Somos "fiscais", ao serviço dos fiscais, com muitas obrigações e poucos direitos;

- Numa época em que a globalização é imparável, e em que os governos mundiais se unem para prevenir o "Combate ao terrorismo e Branqueamento de capitais", e em que nós, MEDIADORES IMOBILIÁRIOS, temos mil e uma obrigações nestas àreas, é lamentável que um "consultor" venha incentivar a que sejamos colocados de lado, em prol de uma poupança ...

- Lamentavel é também, que, com tanta obrigação, legislação e preocupação,  não seja obrigatório que qualquer negócio imobiliário tenha que ser mediado;

- Lamentável é que, em nome da poupança o interesse do comprador não seja salvaguardado.  Será que comprador e vendedor são especialistas em Predial? Será que está tudo legal?

- Lamentável é também que as entidades que nos obrigam a fiscalizar, não reprovem este tipo de práticas e comentários.

Por cada negócio particular que corre bem, existem muitos que acabam em tribunal... 

 

Anexo comunicado da ASMIP

 

 

Lido 325 vezes